Rowan Eleanor Blanchard (Los Angeles, 14 de Outubro de 2001) é uma atriz e cantora americana. Seus pais são Mark e Elizabeth Blanchard-Boulbol, dois professores de ioga. Iniciou sua carreira os 5 anos, atuando em comerciais. Em 2010, ela participou do filme The Back-up e fez parte do elenco de Dance-A-Lot Robot da Disney Junior interpretando Caitlin. Em 2011 foi escolhida para desempenhar o papel de Rebecca Wilson em Spy Kids: All the Time in the World. No final de janeiro de 2013, Blanchard foi escolhida para interpretar Riley Matthews na série original do Disney Channel Girl Meets World.



Rowan é capa da Girls’ Life de Abril/Maio

Foi revelado que Rowan estará na capa da edição de Abril/Maio da revista Girls’ Life. A revista estará disponível dia 22 de Março nos Estados Unidos. Confira o scan na nossa galeria:

001~50.jpg 001~50.jpg 001~50.jpg 001~50.jpg 001~50.jpg

girlslife001.jpg girlslife002.jpg girlslife003.jpg girlslife004.jpg girlslife001.jpg

A atriz e ativista de 14 anos falou sobre achar sua voz, ajudar aqueles que não têm uma e mais. Leia:

Sobre adolescentes dando suas opiniões: “Eu estou bastante cansada do argumento de que adolescentes não podem entender algo só porque eles são jovens… Adolescentes da minha idade têm sim opiniões e nós estamos compartilhando-as, o que eu acho legal. Ao continuar falando de assuntos que nos são importantes, estamos mostrando que nós sabemos do que estamos falando – e que estamos dispostos a promover mudança.”

Sobre sexualidade: “Estou ficando mais confortável comigo mesma conforme o tempo passa, e para mim é importante ser capaz de fazer isso e não ter que esconder nada… Eu queria revelar isso em uma conversa qualquer, porque eu não queria fazer alarde sobre eu talvez não ser 100 por cento hétero. Nós achamos que a heterossexualidade é padrão e que as pessoas que são diferentes têm que se assumir – mas ao invés disso, nós devemos deixar as pessoas serem elas mesmas e qualquer coisa que elas quiserem ser.”

Sobre o bullying na internet: “É assustador falar o que você pensa, porque a pessoas podem ser muito más – especialmente online –, mas é o único jeito de mudar qualquer coisa. Eu só tenho que me lembrar de que alguém que recorre a insultos só quer machucar as pessoas, enquanto eu estou tentando ajudar as pessoas.”

Sobre reconhecer privilégio branco: “É fácil pensar que movimentos como Black Lives Matter não me afetam, mas, porque sou branca, eu me beneficio da discriminação que outras pessoas sofrem com. Eu quero usar esse privilégio para ajudar os outros e começar um diálogo.”

Sobre ter uma voz: “Honestamente, é incrível ter as pessoas me escutando. É um sentimento tão bom ser capaz de iniciar conversas e ter alguém que não está apenas ouvindo o que você está dizendo, mas realmente assimilando e começando suas próprias discussões sobre o mundo ao nosso redor.”

Fonte: Just Jared Jr.

Rowan Blanchard Brasil © 2016-2017 • Todos os direitos reservados
Layout por Ana Liziane